O que é uma Afta?

As aftas são pequenas crateras ulcerosas na mucosa da boca que são frequentemente dolorosas e sensíveis. As aftas são muito comuns. Cerca de 20% da população (uma em cada cinco pessoas) têm aftas pelo menos uma vez na vida. As aftas também são clinicamente conhecidas como úlceras aftosas ou estomatite aftosa.

As mulheres são ligeiramente mais prováveis do que os homens a ter aftas recorrentes. Pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comumente visto em adolescentes. Estudos genéticos mostram que a susceptibilidade a surtos de afta é herdada em alguns pacientes. Isso explica por que membros de uma mesma família muitas vezes compartilham essa condição.

Quais são os sintomas de aftas?

As aftas são normalmente encontradas nas partes móveis da boca, como a língua ou o forro interior dos lábios e bochechas, na base das gengivas ou garganta. As úlceras começam como pequenos inchaços, ovais ou redondos e avermelhados que normalmente explodem dentro de um dia.

As feridas rompidas são cobertas por uma fina membrana branca ou amarela e cercada por um halo vermelho. Geralmente, as feridas cicatrizam em duas semanas sem formar cicatrizes. A febre é rara, e as feridas são raramente associada com outras doenças. Normalmente, uma pessoa tem apenas uma afta ou poucas aftas de cada vez.

A maioria das pessoas experimenta seu primeiro ataque de aftas entre os 10 e 20 anos de idade. Crianças a partir dos 2 anos de idade, no entanto, podem desenvolver aftas. A frequência de recorrências varia consideravelmente. Algumas pessoas têm apenas um ou dois episódios por ano, enquanto outras pessoas podem ter uma série contínua de aftas.

Quais são as causas de aftas?

A causa das aftas não é bem compreendida pelos médicos. Normalmente mais de uma causa pode estar na origem da afta, mesmo para pacientes individuais. As aftas não parecem ser causadas por um vírus ou bactéria, apesar de uma alergia a um tipo de bactéria comumente encontrada na boca, pode ser o caso do seu desenvolvimento em algumas pessoas. Podem também ser uma reacção alérgica a determinados alimentos.

Estudos britânicos demonstraram que, em cerca de 20 por cento dos pacientes, as aftas são devidas, em parte, a deficiências nutricionais, especialmente a falta de vitamina B12, ácido fólico e ferro. Estudos similares realizados nos Estados Unidos, no entanto, não confirmaram este achado.

Em uma pequena percentagem dos pacientes, as aftas ocorrem juntamente com problemas gastrointestinais, tais como a incapacidade de digerir certos cereais. Nesses pacientes, as aftas parecem ser parte de uma desordem generalizada do trato digestivo. A deficiência de vitamina C também tem sido associada com aftas.

Estresse emocional e trauma local ou ferimentos na boca, tais como aparelhos metálicos afiados, escovação com escovas de dentes rígidas e alimentos quentes podem ser também alguns dos gatilhos das aftas. Fumar e dentaduras também podem contribuir para o problema.

Os Hormônios sexuais femininos também, aparentemente, podem desempenhar um papel no aparecimento de aftas. Em muitas mulheres, o aparecimento das aftas está vinculada com determinadas fases do seu ciclo menstrual. Além disso, a maioria das mulheres experimentam melhora ou remissão das aftas durante a gravidez.

Qual é o melhor tratamento para as aftas?

Não existe nenhum remédio para curar aftas milagroso, como muitos que podem ser encontrados na internet que dizem curar afta em 5 minutos. As aftas geralmente desaparecem sem qualquer tratamento específico. Normalmente a dor passa em alguns dias e as feridas curam em uma ou duas semanas.
Mas há medidas que podem ser tomadas para aliviar a dor e desconforto e para apressar o curso da doença. As terapias incluem medicamentos tópicos (aplicados diretamente sobre as aftas), anti-sépticos bucais e medicamentos orais. Para evitar uma infecção bacteriana, escove os seus dentes e use fio dental regularmente.

Devo consultar o médico?

Você deve consultar o seu médico se a afta for exageradamente grande; causar dores insuportáveis; se houver sinais de infecção em redor da afta; se a afta demorar mais de 3 a 4 semanas a curar; se forem aftas recorrentes em que novas aftas aparecem logo a seguir à cicatrização das primeiras; se você tiver febre.